Homem de 63 anos é preso com 230 kg de pescado irregular, em Uberlândia

Peixes apreendidos 2

Fotos: Assessoria de Comunicação Organizacional

A 9ª Cia PM apreendeu no bairro Jardim das Palmeiras em Uberlândia – MG, nesta segunda-feira (17) 230 quilos de peixes nativos das espécies mandi, pacu, traíra, barbado, além de peixes exóticos como a tilápia. Um homem de 63 anos foi preso por acondicionar os pescados de forma irregular e sem prova da origem do mesmo, além de não ter declaração de estoque no órgão competente.

A Polícia de meio ambiente chegou até o local da apreensão por meio de uma denúncia anônima, que indicava o comércio clandestino de pescados em período de Piracema.

Segundo os militares, desde o final de janeiro, essa já é a quarta grande apreensão de pescado irregular na cidade.

Peixes apreendidosO autor não foi conduzido preso imediatamente até a delegacia de Uberlândia por ter apresentado problemas de saúde no momento. Foi prestado socorro e o idoso conduzido até o atendimento médico municipal.

Uma multa administrativa foi lavrada e todo o estoque de pescado apreendido teve que ser descartado em aterro sanitário. A análise dos técnicos da Vigilância Sanitária constatou péssimas condições de higiene do local e, em laudo, informaram que o estoque estava impróprio para o consumo.

A 9ª Cia PM Ind MAT orienta a população a não adquirir peixes cuja procedência seja duvidosa.

 

2 respostas a Homem de 63 anos é preso com 230 kg de pescado irregular, em Uberlândia

  1. LUCAS disse:

    QUE BELEZA!!! INFELIZMENTE NÃO HÁ, PELO QUE CONSTA, COMO APROVEITAR OS PEIXES, DESTINANDO-OS A ALGUMA ENTIDADE FILANTRÓPICA. CONTUDO, EXCELENTE PRISÃO DE MAIS UM QUE, LAMENTAVELMENTE, CONTRIBUI DE FORMA NEGATIVA PARA A DEGRADAÇÃO DOS PEIXES. TEM QUE SER PRESO MESMO. NÃO É COITADINHO, NEM NADA, POIS COMERCIALIZAVA ESPÉCIES DE PEIXE CUJA PESCA NESTE PERÍODO É PROIBIDA. CONTINUEM A DENUNCIAR A CLANDESTINIDADE. PARABÉNS PM.

  2. JIEWERIO disse:

    otima apreensão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *