Concluída primeira etapa de pesquisa sobre Turismo Rural

Dezessete propriedades na zona rural de Uberlândia e cidades da região com potencial para oferecer turismo rural estão fazendo parte de um projeto de desenvolvimento do setor, criado pelas secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET) e de Agropecuária e Abastecimento (SMAA) em parceria com o Sebra-MG. As fazendas oferecem diversos produtos, como a arquitetura atrativa e tipicamente rural,  gastronomia e paisagens com recursos turísticos extraordinários que possibilitam desenvolver atividades esportivas e de lazer, ecoturísticas, agropecuárias,  pedagógicas, culturais e recreativas.

O Sebrae, a pedido da SMDET, concluiu a primeira fase do projeto ao analisar as 17 propriedades participantes. Parte das áreas analisadas não possui atividades de turismo de lazer ou rural, tendo potencial para desenvolver projetos futuros. O restante das propriedades está pronto para receber visitantes, necessitando apenas de algumas intervenções de infraestrutura.

Para 2014, o Sebrae e a SMDET farão o estudo do mercado para se ter um posicionamento em relação ao público e a aceitação para a criação do circuito. Em se confirmando as perspectivas, será feita a consultoria ambiental com a contratação de um especialista em licenciamento ambiental para auxiliar os proprietários.

“Uberlândia já é naturalmente um destino de turismo de negócios e eventos. O que o Município, o Convention Bureau e o Sebrae tentam desenvolver, em conjunto, são projetos que, como o do Turismo Rural, visem alavancar as potencialidades desse setor, aumentar o grau de competitividade de nossa cidade e, sobretudo, oferecer ao turista diversas opções de lazer, entretenimento, gastronomia, esporte e aventura. Além disso, estamos trabalhando de forma articulada e estratégica para formatar um roteiro turístico sustentável e rentável para os produtores rurais e para a população em geral”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Paulo Romes.

Muitos investidores têm sido atraídos para Uberlândia devido a localização geográfica estratégica, a infraestrutura, opções de gastronomia, lazer e entretenimento e, em breve, o turismo rural. No Brasil, embora a visitação a propriedades rurais seja uma prática conhecida em algumas regiões, apenas na década de 1980 passou a ganhar status de atividade econômica. Nessa época, começou a ser encarada com profissionalismo e caracterizada como Turismo Rural, quando algumas propriedades em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, principalmente devido às dificuldades do setor agropecuário, resolveram diversificar suas atividades e receber turistas.

Desde então, esse segmento vem crescendo gradativamente nas diferentes regiões do Brasil, favorecido pelas singularidades dos ciclos econômicos que as marcam e pela diversidade cultural resultante dos processos de colonização.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *