Procon orienta sobre consumo consciente nas compras

Com a chegada da melhor época para o comércio em geral, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) faz algumas orientações ao consumidor. Uma das principais recomendações é que seja praticado o consumo consciente, ou seja, o ato de comprar não pode gerar transtornos nem para quem consome, nem para a sociedade de modo geral.

Segundo o assessor do órgão, Marcus Vinicius Flora, o consumidor pode, por meio de suas escolhas, maximizar os impactos positivos e minimizar os negativos dos seus atos de consumo, contribuindo para a construção de um mundo melhor. Em outras palavras, consumir com consciência de seu impacto nas questões voltadas para sustentabilidade.

“O consumidor consciente busca o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade do planeta, lembrando que a sustentabilidade implica um modelo ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável”, afirma Marcus.

Outra orientação é que, no ato de comprar, o consumidor priorize empresas ou profissionais que têm princípios e atitudes corretas, como o respeito à legislação vigente, a preocupação com as questões ambientais, que digam não ao trabalho infantil e nem violem as relações de trabalho com práticas análogas ao trabalho escravo, e, sobretudo que forneçam a nota fiscal.

Os 11 princípios norteadores do consumo consciente:

1– Planeje suas compras e não seja impulsivo. A impulsividade é inimiga do consumo consciente. Planeje antecipadamente e, com isso, compre menos e melhor

2- Avalie os impactos do seu consumo. Leve em consideração o meio ambiente e a sociedade em suas escolhas de consumo

3– Consuma apenas o necessário. Reflita sobre as suas reais necessidades e procure viver com menos

4– Reutilize produtos e embalagens. Não compre outra vez o que você pode consertar, transformar e reutilizar

5– Separe o lixo. Recicle e contribua para a economia de recursos naturais, a redução da degradação ambiental e a geração de empregos

6- Use crédito consciente. Pense bem se o que você vai comprar a crédito não pode esperar e esteja certo de que poderá pagar as prestações

7- Conheça e valorize as práticas de responsabilidade social das empresas. Em suas escolhas de consumo, não olhe apenas preço e qualidade. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente

8- Não compre produtos piratas ou contrabandeados. Compre sempre do comércio legalizado e, dessa forma, contribua para gerar empregos estáveis e para combater o crime organizado e a violência

9- Contribua para a melhoria de produtos e serviços. Adote uma postura ativa. Envie às empresas sugestões e críticas sobre seus produtos e serviços

10- Divulgue o consumo consciente. Seja um militante da causa: sensibilize outros consumidores e dissemine informações, valores e práticas do consumo consciente. Monte grupos para mobilizar seus familiares, amigos e pessoas mais próximas

11- Reflita sobre seus valores. Avalie constantemente os princípios que guiam suas escolhas e seus hábitos de consumo.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *