Minas já recolheu mais de 2 mil toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos

Imagem: pedlowski.blogspot.comMinas Gerais recolheu durante o primeiro semestre deste ano, um total de 2.126 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos que poderiam causar impactos negativos ao meio ambiente.

O estado é o sexto do país que mais recolheu embalagens e 94% dos produtos adquiridos tiveram destinação final adequada. Mesmo com o recolhimento desse montante, continua sendo o sexto estado em consumo do produto. Os dados são do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev). Mato Grosso ocupa um lugar de destaque com 6.284 toneladas, sendo o que mais recolheu embalagens de agrotóxicos seguido do Paraná com 3.103 toneladas.

Em Minas Gerais, cabe ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) fiscalizar o comércio, transporte, prestadores de serviços e de aplicação, armazenamento e uso de agrotóxicos na agricultura. Desde 2002, participa do recolhimento de embalagens vazias desses produtos em parceria com o Inpev. A atividade é obrigatória e está prevista em lei há 13 anos.

O IMA atua na fiscalização dos estabelecimentos comerciais de agrotóxicos e afins onde os produtos são armazenados e vendidos. Nas propriedades rurais, verifica se os produtores praticam a devolução correta, com a preparação das embalagens por meio do processo de tríplice lavagem e inutilização. Ainda durante o primeiro semestre de 2013, foram realizadas 2.533 fiscalizações em estabelecimentos comerciais, 204 em Prestadores de Serviço de Aplicação de Agrotóxicos e Afins e 3.502 do uso de agrotóxicos em propriedades rurais, totalizando 6.239 ações de fiscalização.

Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *