Dmae integra entidade que luta pela universalização do saneamento

A 43ª Assembleia Geral da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae), que acontece em Vitória (ES), aprovou, ontem, por unanimidade, a escolha de Uberlândia para sede do próximo encontro, em 2014. Na plenária, quase dois mil associados, entre prefeituras e concessionárias de água e esgoto, votaram a favor do município, além de eleger o novo conselho diretor da entidade, que terá entre seus membros, o diretor geral do Dmae, Orlando Resende.

A reunião anual da Assemae, que teve início no domingo, dia 19, e terminou nesta íltima sexta-feira (24), teve como eixo orientador das discussões o tema “Saneamento para Todos com Desenvolvimento Sustentável e Gestão de Qualidade”. O diretor geral do Dmae, Orlando Resende, e o diretor técnico, Alexandre Silva, participaram da mesa redonda que tratou dos “Modelos de Gestão na Prestação dos Serviços de Saneamento Básico”.

Como quarta empresa de saneamento do Brasil e primeira em Minas – pelo ranking do Instituto Trata Brasil -, o Dmae é referência nacional pela qualidade e universalização dos serviços de abastecimento público. Interessados no modelo de Uberlândia, que consegue oferecer água tratada a 100% da população praticando uma das menores tarifas do país, representantes de mais de 1.500 prefeituras de todos os estados do Brasil lotaram a palestra ministrada pelos diretores da autarquia.

Empossado como integrante do Conselho Nacional da Assemae, para o próximo biênio, na função de diretor de Desenvolvimento Associativo, Orlando Resende disse que se juntará aos esforços da entidade que, desde a sua criação, em 1984, vem se empenhando em favor da universalização dos serviços de água e esgoto, como direito de todo cidadão brasileiro. “O Brasil está ampliando o acesso da população à água tratada, mas os investimentos devem ser contínuos para alcançarem resultados a longo prazo, entre eles, na saúde da população”, destacou.

Em sua palestra, em Vitória, o diretor do Dmae colocou a autarquia à disposição dos municípios brasileiros, interessados em conhecer de perto os serviços prestados pelo Dmae. “Vamos nos preparar para recepcioná-los à altura, em 2014, esse ano é simbólico não só para a entidade como também para o nosso município.” Orlando Resende se referiu aos 30 anos que a entidade completará no ano que vem e à origem da entidade, que nasceu no Triângulo Mineiro, com a participação ativa do Dmae de Uberlândia.

A destinação de parte do FGTS para as obras de saneamento e a elaboração de leis importantes para o país – entre elas, a Lei das Águas e a Lei do Saneamento – foram algumas bandeiras de luta que levaram os municípios a criarem a Assemae.

Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *