Secretaria de Educação pretende incentivar artesanato nas escolas

Representantes de cinco escolas municipais de Uberlândia se reuniram na tarde de hoje (23), na Oficina Cultural, com a Associação dos Artesãos de Uberlândia e a coordenação do programa Mais Educação realizado em Uberlândia pelo Governo Federal em parceria com a Secretaria de Educação, para discutir novas formas de incentivar o artesanato nas escolas.

As escolas vão preencher um questionário que tem por finalidade reunir informações sobre as atividades em cada unidade. Esse formulário será estendido também para toda a rede municipal. O objetivo é obter o maior número de informações sobre as instituições educacionais e fazer um diagnóstico para acompanhar o artesanato mais de perto. “É um pontapé inicial, já que tem escolas que produzem [artesanato], mas o aluno leva para casa e a população não conhece o trabalho dele. É preciso divulgação, estimular esse aluno a produzir e incentivá-lo até a um empreendedorismo e assim poder incrementar a sua renda familiar”, disse Alcides Melo, coordenador do programa.

Francisco Chagas Pereira, presidente da Associação dos Artesãos de Uberlândia, acredita que a instituição pode contribuir com maior qualidade no projeto dos alunos, oferecendo curso de captação e a possibilidade dos trabalhos serem expostos e até comercializados nas feiras culturais que a Associação organiza.

A Escola Municipal Professor Eurico Silva participa de oficinas de artesanato. São 100 alunos entre sete e 15 anos que trabalham com produtos reciclados e pinturas. Segundo a professora comunitária do programa Mais Educação, Flávia Queirós de Araújo Maciel, a parceria com a Associação dos Artesãos será muito válida já que hoje a instituição conta apenas com ajuda voluntária. Como a rotatividade dos voluntários é grande, a escola não consegue concluir o projeto. “Com essa ajuda na divulgação dos trabalhos, o estudante vai se sentir mais valorizado, a autoestima dele vai aumentar, consequentemente a aprendizagem também, ele vai se sentir capaz”, disse.

A produção artesanal nas escolas é parte do programa Mais Educação, do Governo Federal. O programa oferece atividades em escolas públicas em segmentos como meio ambiente, esporte, lazer, direitos humanos, cultura, prevenção e promoção da saúde, ciência e economia.

Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *