Abertas inscrições para oficineiros da Caravana Antidrogas

A Secretaria Municipal Antidrogas e de Defesa Social, abriu nesta segunda-feira (22) as inscrições para credenciar novos artistas que farão parte da Caravana Antidrogas do Município. As Inscrições são para as atividades de dança de rua, capoeira, música, teatro, artes circenses e recreação. Os candidatos passarão a integrar o banco de instrutores da Secretaria. As inscrições vão até o dia 14 de maio e o candidato deve retirar o edital na prefeitura para fazer a inscrição.

A Caravana atende aos pedidos da população, escolas, associações e empresas para levar apresentações culturais e palestras sobre prevenção de drogas. Atualmente, as apresentações são feitas por funcionários voluntários da Secretaria Antidrogas e de Defesa Social e por integrantes da Central Única de Favelas (CUFA), parceira da Secretaria. Os candidatos a oficineiros passarão a fazer parte do quadro permanente de artistas da Caravana e receberão por hora aula, ministradas dentro das ações da Secretaria para que o trabalho seja contínuo e permanente. Inicialmente, serão contratados oficineiros para dança de rua, capoeira, grafite, música, teatro, arte circense e recreação.

A oficina ‘Papo Legal’ continua a ser desenvolvida por psicólogo e assistente social da Secretaria. Os oficineiros vão passar por curso preparatório. “Nós acreditamos que desta forma conseguiremos ter maior adesão do público, especialmente dos jovens, com mais interatividade e entender melhor o assunto sobre os riscos e a prevenção às drogas. O caráter é leve e lúdico e isso não podemos perder, respeitando o perfil da comunidade que solicita nosso programa”, disse Flávia Carvalho, secretária Antidrogas e de Defesas Social.
O Edital encontra-se à disposição na Diretoria de Compras, na Av. Anselmo Alves dos Santos, nº 600, prédio II, 2º pavimento, telefone 3239-2488, das 12 às 17 horas.

Sobre a Caravana
A Caravana Antidrogas atua na prevenção ao uso de drogas, com atividades artístico-culturais nas escolas e espaços livres. As atividades interativas e oficinas de arte são voltadas às crianças e adolescentes e ainda provocam temas voltados à qualidade de vida.

Papo Legal – palestras realizadas buscando interatividade do público, desenvolvido nas escolas, instituições e empresas que trabalham com jovens e adolescentes.

Oficina de Dança de Rua – dança para o estímulo às relações com a diversidade e os limites individuais e coletivos.

Oficina de Rimas – musicalidade para despertar o conhecimento humano com temas do cotidiano.

Oficina de Constatação de Histórias – reflexão e produção de histórias, através de atividades específicas.

Gincana do Saber – atividades recreativas e culturais voltadas às crianças e adolescentes que provoquem a fixação do conhecimento.

Fonte: Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *