Cachaça brasileira é reconhecida pelos EUA como produto genuinamente brasileiro

A partir de 11 de abril a cachaça passa a ser reconhecida pelos Estados Unidos como produto genuinamente brasileiro. A decisão foi tomada por meio de uma resolução do governo norte-americano e anunciada pelo Alcohol and Tobacco Tax and Trade Bureau (TTB), órgão responsável pelo comércio de álcool e tabaco.

A decisão anima os fabricantes de cachaça brasileiros com interesse na exportação, como é o caso da Puríssima do Brasil, fabricante da marca de cachaças Inox. A destilaria, instalada em Blumenau (SC) prevê triplicar as vendas neste ano em razão de novas estratégias de exportação.

Suíça, Suécia e Holanda são países que já receberam os produtos da Puríssima e o primeiro contrato dos Estados Unidos deve fechar em breve. “O reconhecimento da cachaça como produto genuinamente brasileiro certamente agregará valor à bebida e facilitará o reconhecimento da cachaça de qualidade. Percebemos um grande interesse do mercado norte-americano com relação aos nossos produtos, especialmente porque sabemos da dificuldade de se encontrar cachaças premium fora do Brasil”, aponta o diretor da Puríssima do Brasil, Carlos Rischbieter.

Atualmente, a Puríssima do Brasil conta com uma linha de produtos que contempla caipirinha, cachaça original, vodka, além das cachaças aromatizadas nos sabores manga, maracujá e coco. Os produtos inclusive já receberam prêmios nos Estados Unidos: no maior concurso de destilados do mundo em San Francisco, no Beverage Testinting Institute em Chicago e no Ultimate Spirits Challenge em Nova York.

As exportações brasileiras de cachaça ainda são pequenas. Apenas 1% do 1,2 bilhão de litros produzidos anualmente no país é exportado. Hoje, os EUA estão em quarto lugar no ranking de países que mais importam cachaça brasileira, atrás de Alemanha, Paraguai e Portugal.

Presse Comunicação Empresarial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *