Menopausa precoce pode provocar osteoporose e mortalidade

Menopausa precoce favorece osteoporose, mortalidade e fraturas

As mulheres que entram na menopausa precocemente são quase duas vezes mais propensas a sofrer de osteoporose, no futuro, sugere uma nova pesquisa publicada no BJOG: An International Journal of Obstetrics and Gynaecology. O estudo sueco procurou analisar os efeitos, a longo prazo, da menopausa precoce sobre o risco de mortalidade, de fraturas e de desenvolver osteoporose.

O estudo constatou que com 77 anos de idade, 56% das mulheres com menopausa precoce apresentavam osteoporose, em comparação com 30% das mulheres com menopausa tardia. As mulheres que entraram na menopausa precocemente também apresentavam um maior risco de fratura, mais fragilidade óssea e uma probabilidade maior de mortalidade.

A taxa de mortalidade foi de 52,4% no grupo com menopausa precoce em comparação com 35,2% no grupo com menopausa tardia. A taxa de incidência de fraturas foi de 44,3% no grupo com menopausa precoce em comparação com 30,7% no grupo com menopausa tardia.

“Os resultados deste estudo sugerem que a menopausa precoce é um importante fator de risco para osteoporose, fraturas por fragilidade óssea e mortalidade feminina em uma perspectiva de longo prazo. Este é o primeiro estudo prospectivo, com um período de acompanhamento de mais de três décadas a se aprofundar neste tema”, destaca o reumatologista Sergio Bontempi Lanzotti, diretor do Iredo, Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares.

A pesquisa teve início em 1977, com 390 mulheres a partir dos 48 anos de idade recrutadas. As participantes do estudo foram divididas em duas categorias: mulheres que entraram na menopausa antes dos 47 anos e mulheres que entraram na menopausa após os 47 anos ou mais tarde.

Na época, a densidade mineral óssea das mulheres foi mensurada. Ao completarem 77 anos, todas as mulheres participantes do estudo deveriam ter sua densidade mineral óssea reavaliada. Nesta altura do estudo, 298 participantes ainda estavam vivas, 92 tinham morrido e 100 mulheres haviam se mudado ou se recusado a participar posteriormente do estudo, restando, assim, 198 mulheres para acompanhamento efetivo dos pesquisadores.

Menopausa precoce x osteoporose

Um relatório recente da Sociedade Britânica de Menopausa alertou que alguns médicos ainda desconhecem a necessidade de proteger as mulheres com menopausa precoce contra doenças futuras. A entidade pediu a criação de um registro nacional de todas as pacientes com menopausa precoce no País, visando assegurar que elas recebam aconselhamento correto e acompanhamento médico apropriado.

MW Consultoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *