Filmes evidenciam processo criativo de Bruegel e Schiele

Filmes mostram um pouco da história de artistas que influenciaram a sétima arte com suas pinturas

No último fim de semana de maio, o Cineclube Cultura continua a apresentar filmes que mostram um pouco da história de artistas que influenciaram a sétima arte com suas pinturas. Depois de exibir longas inspirados em processos criativos de Van Gogh (1853 – 1890), Pablo Picasso (1881 – 1973),Rembrandt Harmenszoon van Rijn (1606-1669) e Séraphine Louis (1864-1942), a mostra “Cinema e Pintura”, exibe produções baseadas em Pieter Bruegel (1525 – 1569) e Egon Schiele (1890 – 1918). As sessões são gratuitas e acontecem neste sábado (26) e domingo (27), sempre às 20h, na Sala Roberto Rezende, na Oficina Cultural.

Bruegel, o Velho

A película “O Moinho e a Cruz” (The Mill and the Cross – Polônia e Suécia/2011, cor, 92 min), dirigida por Lech Majewski, será projetada neste sábado. O longa retrata a história de Pieter Bruegel (também conhecido como “o Velho”), pintor, escultor, arquiteto e decorador – de tapeçarias e vitrais -, nascido na Bélgica e expoente do movimento renascentista. A intenção do roteiro é voltar ao ano de 1654, para recriar o cenário em que o artista produziu “A procissão para o Calvário”. Utilizando efeitos especiais e belas locações na Áustria, Nova Zelândia e Polônia, Majewski apresenta uma minuciosa análise dos rituais, cotidiano e do contexto político da época, bem como as situações que podem ter influenciado o processo criativo deBruegel. A pintura ganha, literalmente, vida neste longa que valoriza a estética e materializa a representatividade das artes.

Schiele

No domingo (27), “Excesso e Punição” (Egon Schiele – Exzesse – Alemanha, França e Áustria/1981, cor, 95 min), dirigido por Herbert Vesely será apresentado na Oficina Cultural. Trata-se de um cult movie que mostra a excentricidade de Egon Schiele, pintor austríaco que é considerado pai do expressionismo. Conhecido por obras tidas como pornográficas para a época, o artista se envolveu em polêmicas e estranhos amores. Foi, inclusive, acusado de abusar sexualmente de uma adolescente que acolheu em uma noite de forte tempestade. A garota serviu de modelo para uma de suas telas e alegou ter sofrido abuso. O longa mostra como a trajetória conturbada se confunde com o processo de criação.

Programação:

O quê: Cineclube Cultura – “Cinema e Pintura”
Quando: Às 20h dos dias 26 e 27 de maio
Onde: Sala Roberto Rezende – Oficina Cultural
Endereço: Praça Clarimundo Carneiro, 204, bairro Fundinho
Entrada gratuita
Programação:

*Sábado (26)

Filme: O Moinho e a Cruz” (The Mill and the Cross – Polônia e Suécia/2011, cor, 92 min)
Direção: Lech Majewski
Elenco: Rutger Hauer, Charlotte Rampling, Michael York

*Domingo (27)

Filme: Excesso e Punição” (Egon Schiele – Exzesse – Alemanha, França e Áustria/1981, cor, 95 min)
Direção: Herbert Vesely
Elenco: Mathieu Carrièrre, Jane Birkin, Christine Kaufmann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *