Apesar de superioridade, o Corinthians não sai do zero a zero no México

Ralf sofre forte marcação do Cruz Azul

Ralf sofre forte marcação do Cruz Azul

CIDADE DE MÉXICO – Na altitude da Cidade do México, o Corinthians enfrentou o Cruz Azul nesta quarta-feira (14), e volta ao Brasil com um empate na bagagem. Apesar das muitas chances e da evidente superioridade alvinegra, o jogo não saiu do 0 a 0.

O Timão começou se impondo no ataque, mas não se descuidou na marcação. Logo aos 05 min, o Alvinegro teve sua primeira chance perigosa, com um chute de Alex que passou muito perto da meta mexicana. O Cruz Azul só ameaçou a meta corinthiana pela primeira vez aos 20 min. Com controle sobre o jogo, o Corinthians valorizava a posse de bola, buscando uma brecha na defesa para abrir o placar.

Aos 27 min, Júlio César fez sua primeira boa defesa, após um chute do brasileiro Maranhão. Após o marcador passar dos 30 min, o ritmo do Coringão diminuiu um pouco, deixando o time do México com maior posse de bola. O arqueiro alvinegro trabalhou novamente aos 34 min, rebatendo uma bola chutada por Giménez. Pouco antes do apito final, o placar quase se moveu a favor do Timão. Após cruzamento de Fábio Santos, Domínguez falhou e desviou a bola na direção de seu próprio gol, mas Corona fez uma defesa milagrosa, e o primeiro tempo terminou como começou, sem gols.

Segunda Etapa

Sabendo que o Cruz Azul voltaria para atacar, o Corinthians entrou em campo para a segunda etapa preparado para se defender, mas sem desperdiçar chances no ataque. Aos 10 min, Liédson fez passe de bicicleta para Paulinho que chutou por cima do gol. Três minutos depois, Leandro Castán ajeita a bola para Paulinho que enche o pé, mas a bola foi para fora.

Aos 22 min, Tite fez sua primeira substituição, tirou Liédson para a entrada de Emerson. A partir desse ponto, o jogo esfriou um pouco. O time mexicano, tirando proveito da altitude que prejudica o Alvinegro, chegou mais vezes ao gol. Aos 45 min, Omar Bravo acertou um bom cabeceio, excluindo Júlio César do lance, mas Chicão estava lá, tirou a bola em cima da linha e salvou o Timão. No contra-ataque, Paulinho invadiu a área e chutou forte em direção ao gol, mas foi a vez de Corona salvar seu time, com uma boa defesa. O juiz apitou aos 48 min e o placar final foi 0 a 0.

A próxima partida do time do Parque São Jorge na Libertadores acontece na quarta-feira (21), às 22h, no Pacaembu, onde enfrentará novamente o Cruz Azul (MEX). O jogo é válido pela 4ª rodada do grupo 06.

Cartões Amarelos
Paulinho

Substituições
Emerson (Liédson), Elton (Danilo) e Ramirez (Jorge Henrique)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *