Mãe pode ter vendido bebê dado como sequestrado em Uberlândia

Bebê sequestrado desfocadoConsta no boletim de ocorrências da Polícia Militar (PM) que o sequestro do bebê de dois meses, registrado na noite da última sexta-feira, 5, em Uberlândia, pode ter sido forjado. A hipótese da polícia ainda considera possível envolvimento da mãe da menininha.

Segundo informações do avô da criança aos militares, a filha dele é usuária de drogas e, quando estava grávida, teria dito que venderia o bebê. Ainda conforme a PM, a mulher não demonstrou qualquer emoção pelo suposto rapto da recém-nascida.

Na noite de sexta-feira um casal em uma motocicleta seguiu a mulher quando ela chegava do trabalho e invadiu a residência no Bairro Ipanema. Armados com uma pistola, os criminosos obrigaram a família a entrar num quarto e trancou lá a mãe da menininha, os pais dela e a filha mais velha, de 17 anos. Em seguida pegaram a bebê que estava num carrinho e fugiram com ela.

Até a manhã deste domingo a recém-nascida não havia sido localizada.

O caso foi repassado à Delegacia da Criança e do Adolescente e as investigações são para encontrar a criança e o casal que a levou, além de descobrir se o caso se trata realmente de um sequestro ou foi uma simulação da mãe, que teria vendido a filha. Como não foi encontrada com a mulher nenhuma quantia em dinheiro que pudesse corroborar a suspeita de venda, ela não foi conduzida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *