União entre Corpo de Bombeiros e SAMU é suspensa em Patos de Minas

conveniosamucorpobombwide

Imagem: Patos Hoje

O Corpo de Bombeiros e o SAMU não mais funcionarão da forma que vinham trabalhando em Patos de Minas. Com necessidade de regularizações, o convênio para integração das duas instituições teve que ser suspenso. Profissionais do SAMU e do Corpo de Bombeiros já estão trabalhando em unidades separadas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi integrado ao Corpo de Bombeiros a partir de um convênio assinado no ano passado entre o Prefeito Pedro Lucas Rodrigues e o comandante da Região do Corpo de Bombeiros, Coronel Felipe. A situação gerou polêmica. Os condutores tiveram que entrar na justiça para voltarem a trabalhar no SAMU.

Após a integração, as equipes que faziam atendimento em Patos de Minas passaram a ser compostas por três profissionais, sendo que o condutor era um militar do Corpo de Bombeiros. As equipes ainda eram compostas por um socorrista e também um técnico de enfermagem ou um médico.

A partir de agora, as unidades passarão a ser compostas por apenas dois profissionais de cada instituição. Segundo o Capitão Arthur, o convênio firmado entre a prefeitura e os bombeiros precisam de alguns ajustes que serão feitos seguindo os parâmetros regionais. A central de atendimento integrada vai continuar a funcionar.

Segundo informações dos profissionais do SAMU, uma auditoria de fiscalização do próprio SAMU percebeu irregularidades na integração das duas instituições.

Patos Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *