PM, Prefeitura e autoridades fazem reunião para discutir reintegração de posse

Reunião por reintegração de posseO 32°Batalhão de Polícia Militar realizou reunião de reintegração de posse das áreas pertencentes ao município de Uberlândia, situadas nos bairros Taiaman, Minas Gerais e Distrito Industrial.

Esta reunião, organizada e executada pela seção de Planejamento Operacional do 32BPM visa cumprir as determinações do poder judiciário da maneira mais pacífica e ordeira possível,  buscando solucionar os conflitos através do consenso entre autoridades e moradores da área ocupada.

Estiveram presentes: o representante do setor de patrimônio da PMU,  a procuradoria do Município,  oficial de justiça, representante da comissão dos DH da Câmara Municipal o comando do 32Bpm entre outras autoridades e membros da sociedade Civil.

Para a PMMG a resolução de conflitos sociais de forma pacífica e voluntária  é de suma importância levando às últimas instâncias as negociações sem a necessidade do emprego da força policial para a desocupação coercitiva.

6 respostas a PM, Prefeitura e autoridades fazem reunião para discutir reintegração de posse

  1. Dani disse:

    Chega a ser cômico esses blá blá blás, área invadida têm que ser curto e grosso! Manda um oficial de justiça, avisa todo mundo do prazo de desocupação, e depois na data já vai com a policia e as máquinas para limpeza!
    Aquela invasão do Glória daqui a pouco já vai estar do tamanho de Araguari, estão até vendendo terreno lá por 5 mil, têm gente lá que construiu casa com piso de porcelanato e revestimento nas paredes da casa (isso é sem teto?), têm comércio de 3 andares (sem teto têm dinheiro pra isso?), e o tanto de veículos que o pessoal lá têm (Sem teto não era pra ter carro bom!), e o tanto de bandido que está mocado lá, a maioria daquelas pessoas são aproveitadoras querendo ganhar um terreno de graça! São pessoas que moram bem na cidade seja com a mãe ou parentes!

    • Pauline disse:

      Concordo com você, têm que ser rigoroso a reintegração! Quanto ao Campus Glória já está uma vergonha pra cidade, todos que chegam por ali já avistam aquela invasão e já têm uma grande imagem negativa da cidade, e a maioria ali são aproveitadores, é só investigar pra confirmar!

  2. Kellen disse:

    Fico indignada, com a a arrogância do ser humano! Em achar que pobre não pode ter porcelato no chão, só porque é pobre tem que morar em casa de chão batido, ou num barraco de tábua, só porque é sem teto não pode ter carro, tem que andar de ônibus, só porque é pobre sem teto e tem carro e bandido? Ninguém vê quanto aquele pobre e sem teto economizou pra pode comprar um carro, ninguém vê quantas coisas que seus filhos lhe pediram e até mesmo deixaram de comer,pra poder comprar tijolos,criticar e fácil, difícil é ganhar um salário mínimo, pagar água, luz, aluguel, comida e ainda ser chamado de bandidos oportunistas!

  3. revoltado disse:

    terreno de 5 mil kkk ja ta de 30 mil dr sem fala que nos pagamos a energia deles e a agua também kkk somos palhaços do governo

    • Pauline disse:

      Verdade, estamos pagando a água e a energia roubada por eles, já posso até imaginar algumas piscinas escondidas naquela invasão, e também ar condicionado ligado direto! Bando de aproveitadores!

  4. sergio disse:

    Uai sô se aqui é tao bao assim vem morar aqui vcs tambem aqui é tudo mil maravilhas parece ate o ceu de tao bao que é cambada de sem noçao se moro aqui é falta de opçao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *