Sete são presos por crime ambiental e IEF aplica R$ 80 mil em multas

 

Por meio da Operação Triângulo de Prata, realizada entre os dias 17 e 19 de agosto, a Polícia de Meio Ambiente de Uberlândia e Uberaba, em conjunto com agentes do Instituto Estadual de Florestas (IEF), prendeu sete pessoas suspeitas de crime ambiental.

O objetivo da operação foi a fiscalização de criadores amadoristas de aves silvestres, bem como o atendimento de denúncias relativas à manutenção irregular de aves em cativeiro. Além de Uberlândia e Uberaba, o município do Prata também foi alvo da Operação.

No total foram apreendidas 154 aves e uma tartaruga Tigre D’água. Entre as espécies de aves estão canários da terra, curiós e papagaios. Foram aplicadas multas que, somadas, chegam a R$ 80.375, 87. A pena para quem mantém aves silvestres em cativeiro é  de seis meses a um ano de detenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *