Uberlandenses conquistam medalhas no Parapan de Toronto

Em dia com pódio triplo, natação fatura 18 medalhas para o BrasilUberlândia está muito bem representada na natação nos Jogos Para-Panamericanos de Toronto, Canadá. Depois de conquistar a medalha de ouro nos 400m livres S9, Ruiter Silva levou o bronze nos 50m livre S9 nesta segunda-feira, 11. Quem também subiu ao terceiro lugar do pódio foi Verônica Almeida nos 50m livre S7, e Mariana Gesteira nos 50m livre S10. Ruiter fez 27s19, Verônica 38s13 e Mariana 28s83.

No sábado (08), o halterofilista Luciano Bezerra Dantas conquistou bronze na categoria até 59kg. Ainda no mesmo dia, Daniele Martins garantiu bronze na bocha em pares. Os dois atletas são apoiados pela Prefeitura de Uberlândia, por meio da Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer (Futel). Além dos medalhistas, Rafael Vansolin conquistou o quinto lugar no Halterofilismo.

No domingo (09), pela natação, além de Ruiter Silva, Guilherme Batista garantiu o bronze nos 200m medley. Guilherme também subiu ao lugar mais alto do pódio nesta segunda-feira. Ele ganhou a medalha de ouro nos 100m peito SB12/13, com 1min14s30.

Letícia Lucas ficou na quinta colocação no 100m peito no domingo, e levou a medalha de bronze nos 50m borboleta S5 – 53s70 na segunda-feira.

Ainda na segunda, ao todo, foram 18 medalhas ao longo do dia, sendo seis de ouro, três de prata e nove de bronze.

Depois do ouro nos 400m livre, Ruiter Silva ficou com o bronze nos 50m livre

Depois do ouro nos 400m livre, Ruiter Silva ficou com o bronze nos 50m livre

O destaque do dia foi o pódio triplo do Brasil nos 50m livre S9, com Matheus Silva em primeiro, Vanilton Nascimento em segundo e Ruiter Silva em terceiro. “Estou muito feliz. Não consegui ir para o Mundial e foquei bastante aqui no Parapan. Tem três meses que estou treinando forte para essa prova”, disse o campeão.

Ruiter Silva comemora mais um resultado positivo

Ruiter Silva comemora mais um resultado positivo

O medalhista de prata ressaltou o resultado com a diferença mínima entre ele e Matheus. “A prova de 50m é isso, detalhe. Hoje o Mateus conseguiu acertar melhor. Mas a gente está sempre junto e feliz um pelo outro”, lembrou. Já Ruiter exaltou todo o trio, que domina a prova em etapas nacionais. “É bacana ver aqui no Parapan um pódio que costumamos ver sempre no Brasil. Nós três nadamos sempre juntos, cada dia um está melhor”, afirmou Ruiter.

A delegação brasileira ainda pôde comemorar uma dobradinha nos 50m livre S10, com Phelipe Rodrigues, aniversariante do dia, com a medalha de ouro e Andre Brasil com a prata. “Estou muito feliz. Foi um ótimo presente de aniversário. Hoje consegui nadar como planejava e o resultado foi esse”, observou.

Verônica Almeida comemora a medalha de bronze

Verônica Almeida comemora a medalha de bronze

Andre Brasil, aliás, fechou o dia com duas medalhas. Além da prata nos 50m livre, o multimedalhista ainda foi o mais rápido nos 100m borboleta S10, com 56s72, para ficar com a medalha de ouro. “Começar com ouro é sempre muito bom, um ótimo presságio para a competição. É sempre difícil nadar em uma segunda-feira, pois o corpo ainda está acordando. Mas foi ótimo”, disse Andre Brasil.

Confira todas as medalhas do Brasil na natação.

Ouro
Daniel Dias – 50m borboleta S5 – 34s79
Joana Neves – 50m borboleta S5 – 47s55
Guilherme Batista – 100m peito SB12/13 – 1min14s30 (Uberlândia)
Matheus Silva – 50m livre S9 – 27s07
Phelipe Rodrigues – 50m livre S10 – 23s42
Andre Brasil – 100m borboleta S10 – 57s62

Prata
Raquel Viel – 100m peito SB11-13 – 1min26s93
Vanilton Nascimento – 50m livre S9 – 27s08
Andre Brasil – 50m livre S10 – 23s51

Bronze
Vanilton Nascimento – 100m borboleta S9 – 1m04s65
Letícia Ferreira – 50m borboleta S5 – 53s70 (Uberlândia)
Talisson Glock – 50m livre S5 – 32s78
Ítalo Gomes – 50m livre S7 – 32s52
Renato Nunes – 100m peito SB12/13 – 1min18s35
Verônica Almeida – 50m livre S7 – 38s13 (Uberlândia)
Ruiter Silva – 50m livre S9 – 27s19 (Uberlândia)
Camille Rodrigues – 50m livre S9 – 31s10
Mariana Gesteira – 50m livre S10 – 28s83 (Uberlândia)

Carolina Vilela com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *