Indústrias criam estratégias para atrair clientes e não perder vendas

empresas inovam na criseMesmo com a queda na produção industrial no Brasil, em Uberlândia foram abertos mais de 600 postos de trabalho no primeiro semestres deste ano. E para não perder vendas, as indústrias da cidade estão criando estratégias para atrair os clientes.

A produção industrial no país diminuiu 6,3% entre janeiro e junho em comparação com o mesmo período do ano passado, neste semestre, houve uma queda em 24 dos 26 setores analisados. O maior impacto foi no setor automotivo, o fraco balanço apresentado pela indústria mostra as dificuldades da economia. “A gente tem um cenário que vem se deteriorando a cada dia por vários fatores que afetam a indústria do nosso país”, explicou o economista, Fábio Machado.

Em Uberlândia essa realidade é um pouco diferente. O sistema nacional de empregos registrou, em junho, a abertura de 634 novos postos de trabalho. Por ter uma situação econômica diversificada, a cidade consegue manter esta economia. “Em Uberlândia alguns setores estão se salvando por uma questão de uma economia diversificada na região. E até mesmo novas empresas que estão abrindo novos mercados e estão criando alguma coisa que seja diferente nesse momento de crise”, contou Machado.

Na fábrica de refrigerantes, a linha de produção funciona 24 horas. Ao todo, são 1000 funcionários trabalhando em 3 turnos, para conseguir produzir 200 mil garrafas por dia, um total de mil fardos por mês. Para manter as vendas, foram criadas algumas estratégias. “Novos sabores, novos formatos de embalagem, além da política comercial que é muito agressiva, focada em atender todo tipo de cliente, desde o pequeno ao grande empresário. Isso acaba ajudando um momento difícil como este”, contou o assessor de comunicação da empresa, Carlos Magno.

Por Lorena Gonzaga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *