Vereadores instauram CPI para investigar denúncia de irregularidades na licitação da AMTMG

camara discute a cpiSessão agitada. Nessa galerias ocupadas por movimentos sociais de sem teto e sem terra. Os movimentos que já haviam fechado a BR-050, se deslocaram para a câmara para serem ouvidos.

Mas barulho mesmo vai haver nos próximos dias. Uma comissão parlamentar de inquérito foi montada a partir de um pedido da vereadora Michele Bretas, com o apoio do grupo de oposição ao executivo local. Eles querem apurar as denúncias contra a nova empresa que faz o transporte escolar de crianças no município. “São 17 assinaturas para essa CPI. Isso significa que nós temos assinaturas suficientes para ser instaurada a CPI do transporte municipal na cidade de Uberlândia. Principalmente porque ela demonstra, tem indícios de documentos falsos” disse a vereadora, Michele Bretas.

Nós mostramos os documentos apresentados pela antiga cooperativa que prestava serviço para a prefeitura. Segundo a denúncia foram falsificadas assinaturas de secretários de três cidades de Goiás para forjar os atestados de competência técnica.

Foram até mais assinaturas de vereadores, 19 no total. Inclusive alguns da base. “O presidente da casa é uma pessoa extremamente ligada aos ‘vanzeiros’ que deixaram de prestar o serviço e está utilizando da casa, junto com a oposição, para fazer essa manobra”, contou o vereador, Silésio Miranda.

Em dois dias a CPI deverá começar os trabalhos. “Teremos um prazo de 48 horas para que depois sejam nomeados os membros da comissão”, explicou o presidente da Câmara, Alexandre Nogueira.

Por Vinícius Lemos

2 respostas a Vereadores instauram CPI para investigar denúncia de irregularidades na licitação da AMTMG

  1. Mãe de aluna usuária do transporte escolar disse:

    Vamos ver se agora vai, o problema é que não temos tempo de ficar esperando, não só minha filha como outros alunos estão correndo o risco de perder o ano letivo, essa tal de AMTGO sequer tem a quantidade suficiente de vans para fazer o serviço, alunos estão sem ir a escola, gostaria mesmo é de pedir que as autoridades de Uberlândia nos ajudasse com essa questão, não temos mais tempo, gostaria de pedir ao Sr Juiz de Uberlândia que de uma liminar para que a antiga prestadora do serviço possa voltar à atender nossas crianças e adolescentes, são motoristas de nossa estrema confiança e capacitados para tal, deixo aqui o meu apelo, obrigada!

  2. Renato disse:

    Essa prefeitura tem que ser investigada a fundo.
    E a questão da coxa de sobrecoxa de R$12,00, terminou em pizza?
    Não existe filé de coxa e sobrecoxa, esses cortes foram inventados para justificar algo muito estranho.
    A parte mais nobre do frango é o filé de peito, e nos supermercados o valor em média é de R$8,00.
    Nós queremos uma resposta do MP sobre essa questão.
    Estamos “de olho” na atual administração do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *