Assassinos são condenados pela chacina dos sem-terra em Uberlândia

Condenados pela chacina dos sem terra

Da esquerda pra direita: Rodrigo Frick (45 anos de prisão), Rafael Henrique (39), Willian Gonçalves (39) e o mandante José Alves (15)

Em julgamento que terminou na madrugada desta terça-feira, 23 de junho, no Fórum Abelardo Penna, em Uberlândia, foram condenados os acusados da chacina que vitimou três sem-terras no Distrito de Miraporanga em maio de 2012. O crime foi na MGC-455.

Quase três anos depois do crime, os quatro assassinos tiveram suas penas decretadas. Rodrigo Cardoso Frick, condenado a 45 anos; Rafael Henrique Afonso e Willian Gonçalves da Silva a 39 anos de prisão; e José Alves de Souza, que seria o mandante do crime, cumprirá 15 anos. As penas são em regime fechado.

Chacina dos sem terra condenação

Local do crime foi a MGC-455, estrada que liga Uberlândia ao Distrito de Miraporanga

Os integrantes do Movimento Sem-Terra Valdir Dias Ferreira, de 40 anos, e Clestina Leonor Sales Nunes, de 48 anos, foram mortos a tiros dentro do carro. Milton Santos Nunes da Silva, de 52 anos, tentou fugir, mas foi atingido logo que saiu do veículo. Uma criança de cinco anos presenciou o crime.

Vítimas da Chacina dos Sem-Terra foram mortas a tiros

Vítimas da Chacina dos Sem-Terra foram mortas a tiros

Rodrigo Cardoso, conhecido como  Gauchinho, era o principal suspeito da chacina e foi preso um mês depois da chacina, em junho de 2012.

O julgamento durou aproximadamente 15 horas.  Os advogados dos réus não concordaram com a decisão do juiz. Confira as entrevistas no vídeo.

Carolina Vilela com informações de Bruno Rocha

2 respostas a Assassinos são condenados pela chacina dos sem-terra em Uberlândia

  1. Vau disse:

    Parabens. Mas os réus também contratou advogado fraco. Isso que dá.

  2. Justiceiro disse:

    Pena FRACA….. E infelizmente não cumprirão “realmente” trancados os 15 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *