Falta de estrutura e higiene afeta uso de banheiros públicos em Uberlândia

Banheiros públicos em UberlândiaVazamentos, infiltrações, entupimentos, porta enferrujada, falta de lâmpada, mau cheiro e falta de higiene são alguns dos problemas encontrados por quem precisa usar banheiros públicos em Uberlândia.

Quem passa pelo banheiro da Praça Sérgio Pacheco, por exemplo, na região central da cidade, reclama das condições.

E este é apenas um dos casos. Na praça Nicolau Feres, Bairro Martins a realidade é outra. Quem precisar vai encontrar o banheiro trancado. O técnico em eletrotécnica Hernando Paniago levou o filho para brincar no parquinho, mas se precisar usar o banheiro, não tem jeito.

Na praça Ana Diniz, Bairro Brasil, a parede está pichada e o mau cheiro é evidente. O horário de funcionamento dos banheiros da Praça Aparecida, na região central, é entre sete horas da manhã e cinco horas da tarde. Nas paredes têm infiltração. Em um dos banheiros não tem lâmpada e com fios expostos. Uma das torneiras está com defeito e vaza água o tempo todo. No sanitário masculino os ralinhos estão entupidos. No lado de fora tem uma marca de fogo provavelmente causada por moradores de rua. E, quem utiliza diz que a situação é complicada.

Mas os problemas não param por aí. Um dos banheiros públicos com maior fluxo é o da praça Tubal Vilela, no centro da cidade. Além do mau cheiro, uma das portas está quebrada possivelmente por atos de vandalismo. A escada impede a utilização do sanitário. Papelão foi colocado no chão do banheiro para evitar sujeira. Muitos usuários têm consciência ao utilizar o local público. O problema está em quem não tem educação.

Ao todo são 14 banheiros públicos em Uberlândia. O assessor da Secretaria de Serviços Urbanos explica que os jardineiros ou os zeladores são responsáveis por identificar os problemas e informar a prefeitura.

Por Fernando Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *