Regulamentação do Assentamento do Glória é discutida por autoridades

Representantes da Comissão de Direitos Humanos visitam assentamentos para regularizaçãoRepresentantes da Comissão de Direitos Humanos e do Ministério da Justiça estiveram em Uberlândia visitando o Assentamento do Glória. A visita foi o primeiro passo para a regulamentação da área.

O Secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, disse que agora chegou-se num consenso, de que existe a necessidade de se instalar uma unidade de habitação popular naquela região pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

 

O lugar já está sendo chamado pelos moradores de Bairro Elisson Pietro. Mais de 2 mil famílias estão residindo no assentamento, ultrapassando 10 mil moradores no total. Essas famílias devem ter a situação das moradias regularizada em breve.

Assentamento Glória em UberlândiaFalta apenas a confirmação desse acordo por parte do governo federal. Os representantes vieram conhecer o local para conseguir da Casa Civil um decreto para autorizar a negociação da área. Para a comissão, existe a possibilidade de regulamentação do Campus Glória.

A reunião debateu a situação do assentamento. Uma decisão judicial determina a desocupação do local, porém, um acordo feito entre a união, o município e a Universidade Federal de Uberlândia deve por fim ao impasse.

O Assentamento do Glória ocupa uma área de 63 hectares e foi ocupado em janeiro de 2012 por militantes do Movimento Sem Teto do Brasil. O local pertence à Universidade Federal de Uberlândia.

 

4 respostas a Regulamentação do Assentamento do Glória é discutida por autoridades

  1. Edu Charles disse:

    Promessas foram feitas , esta na hora de regularizar o assentamento gloria, as familias que ali maram, precisão da regularização dos lotes para construir suas casas,e poder ter mais dignidade em suas vidas.

  2. cristiane disse:

    tantas promessas foram feitas e nada cumprido nos queremos uma resposta merecemos ter nossas casa tudo q queremos ter e diguinidade temosiscrisoes que nunca foram atendidas

  3. claudio disse:

    Na visão de como anda a situação social do país, pela falta de estrutura em que vivemos, não está difícil perceber a luta de cada um no movimento, em busca da realização do sonho da casa própria, cansados da fila de espera, pegamos a enxada e começamos a realizar nosso sonho. E desumano destruir o que conquistamos. Queremos viver com dignidade.

  4. Nuria disse:

    Olá gostaria de falar diretamente com representante do cloria alguem poderia me ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *