Rede de drenagem da Segismundo Pereira está 60% concluída

( Daniel Nunes/SECOM/PMU)

( Daniel Nunes/SECOM/PMU)

As obras de ampliação da rede de drenagem da Bacia do Córrego São Pedro estão em fase final de execução. Com 60% dos trabalhos concluídos, a previsão da Secretaria Municipal de Obras é que a obra seja entregue em aproximadamente 60 dias. O prazo depende principalmente do clima, pois o ritmo do trabalho precisa ser reduzido durante o período de chuvas.

As obras fazem parte de um pacote de intervenções em vários pontos da cidade e que tiveram início há quase cinco anos. No caso da avenida Segismundo Pereira, o projeto recebeu ajustes no fim do ano passado para que a rede evitasse passar pela mesma rota do futuro corredor de ônibus da região, que vai ligar o bairro Santa Mônica ao setor Leste. O investimento total é de R$ 5,8 milhões, com verbas do Município e do Ministério das Cidades. Os recursos incluem projetos já executados em outras vias do bairro Brasil e Centro.

Para evitar transtornos, os trabalhos na avenida Segismundo Pereira (ao lado da Universidade Federal de Uberlândia – UFU) foram alternados. Ao passo em que um trecho é terminado, passa-se para outro, liberando o tráfego daquele ponto. Hoje as obras, que começaram no cruzamento com a avenida João Naves de Ávila, estão na altura da rua Delmira Rodrigues da Cunha (duas quadras acima da UFU). Até sua conclusão, a obra deve se estender por mais 600 metros acima desse cruzamento, alcançando a rua Jorge Martins Pinto.

Devido ao alto fluxo de escoamento de água durante a chuva, a ampliação da rede permitirá uma drenagem maior da via e reduzirá a quantidade de água que superficialmente chega à avenida Rondon Pacheco, considerada um dos pontos críticos no período chuvoso. “Assim, problemas como empoçamentos e enxurradas serão amenizados. A água que chegaria será direcionada pela rede rumo à galeria de drenagem da avenida Rondon Pacheco”, explicou Fernando Nascimento, secretário municipal de Obras.

Prefeitura de Uberlândia

Uma resposta a Rede de drenagem da Segismundo Pereira está 60% concluída

  1. Victor disse:

    Vergonha é o “asfalto” que fizeram neste local. Mais irregular que pista de motocross.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *