Prefeitura homenageia jogadores do Verdão pelos 30 anos da conquista da Taça CBF

Parte da diretoria, comissão técnica e jogadores do Uberlândia Esporte Clube (UEC) receberam nesta terça-feira (1º) uma homenagem pelos 30 anos, completados hoje, do título de campeão da Taça CBF (equivalente à série B do Brasileiro), a maior conquista e única em caráter nacional levantada pelo Verdão.

(Beto Oliveira/SECOM/PMU)

(Beto Oliveira/SECOM/PMU)

A entrega dos certificados ao elenco campeão, realizada pela Prefeitura de Uberlândia, foi uma iniciativa do prefeito Gilmar Machado com o apoio da Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer (Futel). “Temos a honra de poder homenagear estas pessoas que participaram dessa grande conquista e que ajudaram a escrever a história do futebol de Uberlândia no contexto nacional. Parabéns a todos”, afirmou o prefeito.

Receberam a homenagem na sala de reuniões do gabinete do prefeito, no Centro Administrativo da Prefeitura, membros da diretoria, comissão técnica e diretoria do clube que moram atualmente na cidade, entre eles Mauro Eli da Silva (Maurinho), Geraldo Emílio Pereira Souza (Touro), Moacir Adolfo Borges, José Elias Curi (Zecão), Eduardo Maurício Siqueira Borges, Francisco de Paula Filho (Chiquinho), Pedro Naves, Mário Milken, José Antônio Damas, Maria Aparecida de Souza (Cida), Vilmar Souza Júnior, Luiz Carlos Cortês (Biro-Biro), Elvis Dias Marcelino e Vicente de Paula Lage, mais conhecido como Cento e Nove, o técnico da equipe no ano da conquista.

“A conquista desse título foi muito difícil. Agradeço a todos que trabalharam ao meu lado. A conquista desta Taça só foi possível graças a garra do nossos jogadores. Eram apenas 16 atletas, que se dedicaram para colocar o nome de Uberlândia na história do futebol brasileiro”, afirmou Cento e Nove.

O ex-técnico do Uberlândia Esporte em 1984 fez questão de aproveitar a ocasião para mandar um recado a toda a população da cidade. “Aproveito a oportunidade para pedir a nossa torcida que vá ao estádio, que seja o nosso 12º jogador e que incentive o nosso time na busca pelo acesso à Primeira Divisão do Campeonato Mineiro”, disse Vicente de Paula Lage.

Novo patrocínio

Durante a homenagem aos jogadores, diretores e comissão técnica do Uberlândia Esporte Clube (UEC), pelos 30 anos da conquista do título de campeão da Taça CBF, o prefeito Gilmar Machado anunciou que já está negociando para que o Verdão tenha um novo patrocinador em 2015. “Como eu já havia adiantado ao atual presidente do Uberlândia Esporte, Guto Braga, do qual tenho um grande respeito pelo trabalho que vem sendo feito à frente do Verdão, a Caixa Econômica Federal já se comprometeu em patrocinar o Uberlândia Esporte no próximo ano, caso o time chegue à Primeira Divisão do Campeonato Mineiro”, disse o prefeito.

Gilmar Machado fez questão de ressaltar que, o patrocínio não saíra dos cofres públicos municipais. “Fiz um compromisso com a torcida do Uberlândia Esporte e com o povo da nossa cidade de que não usaria o dinheiro público para patrocinar o time, mas que trabalharia para que, com nossa força política, possamos atrair novos patrocinadores para o clube, como fizemos no ano passado e neste ano”, disse.

O caminho até a conquista da Taça CBF

A Taça CBF de 1984 foi disputada em sua primeira fase no sistema de seletiva regionalizada. Na competição seletiva o Uberlândia Esporte enfrentou Nacional de Uberaba, Guarani de Divinópolis e Uberaba Sport. O Verdão sagrou-se campeão do torneio seletivo com 6 jogos, 5 vitórias, 1 derrota e 10 pontos – naquela época o time vencedor da partida ganhava dois pontos. Marcou 13 gols e sofreu 4. Após a seletiva, o UEC disputou uma final contra o campeão da outra chave, o América Mineiro, e perdeu na disputa por pênaltis. No entanto, a vaga na Taça CBF já estava garantida aos dois times.

Prefeitura de Uberlândia

Já na disputa da Taça CBF, como perdeu para o América, o UEC enfrentou na primeira fase o Nacional de Itumbiara (GO). No primeiro jogo, no Estádio do Parque do Sabiá, em 26 de fevereiro de 1984, o Verdão venceu por 3 a 0. No jogo de volta, dia 28, perdeu por 2 a 1, única derrota na Taça CBF, mas avançou pela soma das duas partidas. Pelas oitavas de final da Taça CBF, o primeiro adversário foi o Guarani, de São Paulo, time que tinha Neto e Wilson Gotardo e ainda carregava a fama do título do Brasileiro de 1978. No Estádio do Parque do Sabiá, no dia 2 de março, o Uberlândia Esporte empatou por 0 a 0. No jogo de volta, dia 11 de março, o Uberlândia venceu por 1 a 0 e se classificou para a fase seguinte.

Pela quartas de final, o Uberlândia enfrentou o Itumbiara. Fora de casa, o Verdão venceu por 2 a 1, no dia 15 de março. No jogo de volta, em casa, empatou por 1 a 1, no dia 17 de março, e garantiu o acesso à semifinal. Na semifinal, o Verdão enfrentou o Botafogo (PB). No primeiro jogo, em João Pessoa (PB), no dia 21 de março daquele ano, o Uberlândia venceu por 4 a 0. No jogo de volta, no Estádio do Parque do Sabiá, dia 24 de março, o Verdão venceu novamente pelo placar de 2 a 0.

A partida decisiva foi contra o Clube do Remo, em Belém (PA). No primeiro jogo, no Estádio do Parque do Sabiá, no dia 28 de março, o Verdão venceu pelo placar de 1 a 0, com um gol de Vivinho marcado aos 46 minutos do segundo tempo. Em Belém, no dia 1º de abril de 1984, o jogo terminou empatado em 0 a 0 e o Verdão sagrou-se campeão da Taça CBF, (equivalente à série B do Brasileiro).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *