Acusados de chacina no Patrimônio são condenados a mais de 100 anos de prisão

Chacina no Patrimônio 1Os cinco acusados de participar da chacina em um bar no bairro Patrimônio, em Uberlândia, foram condenados à pena de 104 a 117 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha, roubo, homicídio e tentativa de homicídio. São eles André dos Santos Justino, 20, Hemerson Barbosa Borges, 25, Diogo Ferreira Pacheco, 19, Raphael Henrique Dias do Prado, 19, Tiago Henrique Rodovalho, 19.

O crime foi briga entre gangues e ocorreu em agosto do ano passado em um estabelecimento na esquina da Rua Tenente Rafael de Freitas com a Rua Leblon. O grupo armado estava em um veículo de cor escura e efetuou vários disparos contra pessoas que estavam no local. Nove pessoas foram baleadas, das quais quatro morreram. As marcas dos disparos ficaram por toda a parede do comércio.

Na ocasião ainda houve troca de tiros com a PM e um dos bandidos foi baleado. Grande efetivo participou da ocorrência e até o helicóptero da PM foi usado na ação.

A sentença foi dada por meio do julgamento dos réus que terminou por volta da 1h da manhã, desta última sexta-feira, dia 29, no Fórum Abelardo Penna.

O tribunal do júri foi presidido pelo juiz Dimas Borges de Paula. Para o promotor de Justiça Sylvio Fausto, o Ministério Público Estadual (MPE) não teve nenhuma dúvida sobre a atuação de todos os réus na chacina.

Confiram a morte da quarta vítima

2 respostas a Acusados de chacina no Patrimônio são condenados a mais de 100 anos de prisão

  1. Nunes disse:

    Tem que trancar esses Lixo e jogar a chave fora……………..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *