Tiro que matou professora durante assalto em Uberaba é da arma de PM

Natália Dayrell de Carvalho

Natália Dayrell de Carvalho

A Polícia Civil confirmou nesta quarta-feira (23), que o tiro que matou a professora Natália Dayrell de Carvalho, de 28 anos, durante um assalto a um bar em Uberaba, saiu da arma do policial que estava à paisana no local.

A informação foi confirmada na sede da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) a partir de um laudo emitido pelo Instituto de Criminalística de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Civil, a partir de agora serão realizadas investigações para definir se o policial será indiciado pelo crime de homicídio culposo ou doloso. Por enquanto, o militar continua trabalhando normalmente e os dois jovens detidos pela suspeita de participação no assalto estão presos.

De acordo com a Polícia Civil, eles poderão responder pelo crime de roubo e tentativa de latrocínio, caso seja confirmado que eles tentaram atirar contra o policial militar durante o roubo. A polícia confirmou ainda que será realizada uma reconstituição do crime.

Segundo o registro da Polícia Militar (PM), o policial estava em uma das mesas do estabelecimento quando dois criminosos chegaram armados e anunciaram o assalto. A professora Natálya Dayrell de Carvalho que tentou correr para se esconder foi baleada, e na época, a informação era de que ela teria sido atingida pelos assaltantes.

A Polícia Civil, durante investigação, conseguiu imagens que mostram os ladrões de ‘cara limpa’ e constatou que a bala que atingiu a professora é de calibre .40, a mesma utilizada pelas polícias civil e militar. O registro foi feito pelo circuito de segurança de um comércio em Uberaba.

Uma resposta a Tiro que matou professora durante assalto em Uberaba é da arma de PM

  1. frederico Aleixo disse:

    Então esses vagabundos que foram quem causaram a morte dessa moça antes já não seriam punidos agora é que não serão mesmo. Bandido bom é bandido morto espero que pelo menos levem uma boa surra na cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *