Polícia Civil reconstitui morte do cabo da Polícia Militar

Baianinho contou detalhes do dia do homicídio do militar

Durante a tarde de quarta-feira (7), a Polícia Civil fez a reconstituição da morte do policial Silas Bonifácio da Silva, morto e carbonizado no dia 26 de julho. Evani Félix de Santana, conhecido como “Baianinho”, preso como suspeito de participar do crime, fez a reconstituição. A suspeita Kellen Cristina do Carmo, ex-mulher da vítima que também está presa como principal suspeita e confessa do assassinato, se negou a participar, orientada pelo advogado dela.

A reconstituição começou na casa do casal (Silas e Kellen), situada na rua Tunísia, bairro Tibery, e segundo o depoimento dado aos policiais, Baianinho contou os detalhes de como o militar foi asfixiado, carregado e colocado no porta malas do veículo. Cabo Bonifácio teria sido dopado pela ex-mulher e, deitado no sofá da sala e foi asfixiado.

Segunda parte da reconstituição foi em um posto de combustível, imagens de câmeras de segurança registraram o momento que o suspeito teria comprado gasolina em uma garrafa pet, enquanto isso a esposa do militar morto, Kellen Cristina do Carmo Alves estaria o esperando em outro veículo com o corpo no porta malas. Evani Felix parou o automóvel ao lado da Kellen entregou o combustível para ela.

De acordo com o delegado de homicídios Helder Carneiro, a motivação do crime seria um conjunto de questões financeiras e divisão de bens, devido ao processo de separação do casal. Baianinho estava conduzindo um Vectra e chegando próximo a casa dele no bairro Ipanema ele se arrependeu e parou com intuito de desistir, mas foi atrás da Kellen após três minutos. Baianinho encontrou a mulher correndo em uma estrada vicinal gritando que tinha se queimado e avistou o carro em chamas. A polícia acredita que exista uma terceira pessoa envolvida no crime.

A equipe de homicídios encontrou uma moto avaliada em aproximadamente R$ 33 mil, que a mulher, segundo o inquérito, teria dado de presente a um possível amante e o dinheiro gasto na motocicleta, foi pago com dinheiro da empresa do casal.

Os suspeitos deverão ser indiciados por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

 

Uma resposta a Polícia Civil reconstitui morte do cabo da Polícia Militar

  1. carlosroberto disse:

    a casa ta caindo so falta achar o amante e colocar na cadeia e jogar a achave fora miseraveis vao pagar pelo o q fizeram com meu irmao va com deus mano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *