Processo seletivo da FundaSUS tem data definida e 17,5 mil inscritos

Prefeito fez o anúncio em entrevista coletiva

Prefeito fez o anúncio em entrevista coletiva

Já tem data definida o processo seletivo da Fundação Saúde do Município de Uberlândia (Fundasus), que irá assumir no mês de agosto duas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) antes geridas pela Fundação Maçônica Manoel dos Santos (FMMS). As provas serão nos dias 6 e 7 de julho e já se inscreveram, até o final da manhã de terça-feira (18), 17,5 mil candidatos. Os dados foram divulgados pelo prefeito Gilmar Machado em entrevista coletiva com a imprensa ontem.

O Termo de Ajuste de Conduta (TAC), assinado pelas duas partes na segunda (17) no Ministério Público do Trabalho, determinou um prazo de nove meses, a contar de julho, para que o município regularize a rede com profissionais contratados em processo seletivo. O processo seletivo será coordenado pela Secretaria Municipal de Administração, sem necessidade de contratação de empresa para a elaboração. A classificação vai compreender o resultado das provas mais critérios de títulos e tempo de serviço.

A partir de setembro, a Fundasus assumirá mês a mês a administração das outras quatro unidades e, no início do próximo ano, será a vez das Unidades Básicas de Saúde, Programas de Saúde da Família e Centros de Atenção Psicossocial (Caps) que seguem sob o comando da FMMS. O cronograma foi apresentado na tarde de hoje (18), em coletiva de imprensa no Centro Administrativo Municipal.

“Os testes acontecem em dois dias para contemplar os servidores da saúde que fazem plantão nas unidades. As contratações para as unidades de saúde só serão feitas por processo seletivo e concurso público. A ideia inicial era fazer uma seleção mais simples para aproveitarmos a maior parte dos funcionários da FMMS. Mas como um dos sindicatos não concordou com a proposta, foi preciso mudar o processo”, explicou o prefeito Gilmar Machado.

Acerto com funcionários custará R$ 9,7 milhões

C

Contratações só serão feitas por processo seletivo e concurso público

As primeiras unidades absorvidas pela Fundasus serão as dos bairros Tibery e Morumbi. As duas UAIs contam no total com 501 funcionários e o acerto será feito imediatamente após o cumprimento do aviso-prévio. A rescisão dos quadros custará R$ 9,7 milhões, segundo o valor simulado.

A Prefeitura também substituirá os empregados do Adcentro, setor da FMMS que administrava as UAIs. Ao todo, são 92 funcionários que receberão seus acertos, levantados preliminarmente em R$ 1,5 milhão. Esses funcionários terão suas funções assumidas provisoriamente pela Secretaria Municipal de Administração. Após a contratação dos aprovados, as mesmas funções serão desempenhadas por 20 servidores, o que representará uma economia na folha salarial de 72 funcionários.

As dívidas serão arcadas pela Prefeitura conforme previsto no Decreto nº 11.679 de junho de 2009 e na lei municipal 11.032 de dezembro de 2011. Os documentos obrigam o município a assumir todos os débitos da Fundação Maçônica Manoel dos Santos nesta situação.

Mudança na saúde pública

Segundo o presidente da Fundasus, Sebastião Elias da Silveira, a forma como o sistema está organizado hoje em algumas unidades, deixa os funcionários sobrecarregados, sem atender à demanda da população, visto que as equipes trabalham especialmente com a demanda espontânea. “Ou seja, boa parte das pessoas que procuram a unidade de saúde é atendida, mas muitas vezes o atendimento não é exatamente o que ela mais precisa. Precisamos encontrar um mecanismo em que consigamos identificar cada necessidade da nossa comunidade e ofertar o serviço na medida do necessário e de maneira proativa”, apontou.

Outros pontos positivos com a gestão das unidades pela Fundasus abrangem a economia do sistema e a possibilidade de uma gestão mais técnica, com estabelecimento de metas, critérios de atendimento mais adequado e humanizado. Nos últimos seis meses, a Secretaria Municipal de Saúde deu início a algumas transformações consideradas importantes para o bom funcionamento da saúde pública municipal. Entre elas, a readequação da escala médica, implantação do programa Melhora em Casa, parceria com o Hospital Infantil Dom Bosco no atendimento da pediatria e várias ações no atendimento à mulher e ao idoso.

Em breve, também serão implementadas as Práticas Integrativas Complementares (PIC) que contemplam projetos de acupuntura e fitoterapia. “É um conjunto de ações que, com parte da gestão pela Fundasus, a gente quer implementar de fato os princípios do SUS em Uberlândia”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Almir Fontes.

Uma resposta a Processo seletivo da FundaSUS tem data definida e 17,5 mil inscritos

  1. paulo henrique gonçalves disse:

    espero que melhore para a população.Mas gostaria de saber sobre as outras uais administradas pela missão sal da terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *