Alta do dólar faz turistas planejarem melhor as viagens

A boa notícia é que com a alta na moeda americana muita gente pode aproveitar para viajar para os países vizinhos e também dentro do Brasil.

A boa notícia é que com a alta na moeda americana muita gente pode aproveitar para viajar para os países vizinhos e também dentro do Brasil.

O sobe e desce constante do dólar tem provocado mudança de hábito nas pessoas que viajam para o exterior. A disparada da moeda americana fez com que os turistas repensassem e planejassem melhor as viagens. A moeda atingiu o maior patamar em quatro anos.

O agente de viagens, Daniel Antunes, diz que o aumento no dólar tem atrapalhado os negócios. Segundo ele, em duas semanas já cancelou seis pacotes para o exterior porque os preços de passagens e hospedagens sofreram reajustes com o câmbio.

“As procuras dos pacotes internacionais caem vertiginosamente com essa alta. O dólar que estava em torno de R$ 1.95 em duas semanas atrás, hoje parou em R$ 2,15. Então na viagem faz certa diferença”, afirmou o agente de viagens.

A boa notícia é que com a alta na moeda americana muita gente pode aproveitar para viajar para os países vizinhos e também para conhecer o Brasil. “Como cai a procura pela viagem internacional, para o Brasil ela vai ao topo. Então você vai para Porto Seguro, por exemplo,  pela metade do valor que iria há um ano atrás”, concluiu Daniel.

Atualmente o dólar comercial teve um aumento, em comparação com o real, desde a segunda quinzena de maio deste ano. Anteriormente o dólar foi cotado em R$ 2,02, na última semana chegou a R$ 2,14.

Para o economista Tiago Ávila é preciso economizar, pois não há previsão para que o dólar tenha uma queda nas próximas semanas.

“De certa maneira, de forma implícita isso é até favorável para o Governo manter o câmbio nesse patamar, em uma iniciativa de favorecer as indústrias, e proteger o produto nacional. Então acreditamos que o dólar não deve cair nas próximas semanas ou meses”, explicou o economista.

http://youtu.be/zXsp-1aOdvg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *