Campanha contra tabagismo sugere hábitos saudáveis

SecomQuem passou nesta quarta-feira (29) pelo Centro Administrativo teve a agradável surpresa de ser recebido com o convite para mudar o hábito alimentar como uma das alternativas para deixar de fumar. Com o slogan “Troque seu cigarro por uma fruta” a Secretaria Municipal Antidrogas e de Defesa Social antecipou as ações do Dia Mundial Sem Tabaco (31/5) e levou informações e testes para ajudar a população a se conscientizar sobre os males causados pelo cigarro.

As ações aconteceram durante toda a tarde no bloco 2 do Centro Administrativo, em frente a seção de protocolo, por onde passam, diariamente, mais de 300 pessoas. Teve consulta com profissionais que aplicaram teste de nível de dependência à nicotina, informações sobre o programa do Governo Federal voltado à dependente de cigarro, aferição de pressão arterial e a vedete da campanha, cestas de frutas para estimular o hábito saudável. Um dos principais parceiros foi a Ceasa de Uberlândia, que doou 80 quilos de frutas para a campanha.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, são mais de 1,1milhão de fumantes em todo o mundo vítimas de doenças provocadas pelo cigarro, que mata mais que o álcool e drogas ilegais. “Eu fumei mais da metade da minha vida, sempre pensei em deixar de fumar. O dia que fui ao médico e ele me disse que eu estava perdendo a visão por causa do cigarro, decidi: ‘vou parar de fumar’. Já tem mais de 40 anos que não fumo, graças a Deus”, disse a costureira aposentada Alcídia Ribeiro Couto, de 83 anos de idade, que passou pelo Centro Administrativo, durante a campanha.

A fumaça do cigarro pode liberar mais de 4.700 substâncias tóxicas como amônia, monóxido de carbono (o mesmo que sai do escapamento dos veículos), substâncias cancerígenas, além de corantes e agrotóxicos em altas concentrações. Cada cigarro trocado por fruta era motivo de comemoração para os servidores da Secretaria Antidrogas. “É importante sensibilizar a população a ter um hábito saudável e começar a pensar que pode ser possível substituir o cigarro. Tivemos bons testemunhos e uma excelente aceitação não só do público que passa por aqui, como também dos servidores que vieram nos apoiar e participar da campanha, incentivando os colegas que ainda fumam”, disse Flávia Carvalho secretária Antidrogas e de Defesa Social.

Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *