Sindicato para profissionais da tecnologia da informação será criado em Uberlândia

Brasil tem déficit de 30% na mão de obra qualificada em Tecnologia da Informação

Brasil tem déficit de 30% na mão de obra qualificada em Tecnologia da Informação

Um sindicato para atender aos profissionais em tecnologia da informação será criado em Uberlândia. O mercado está em expansão, mas sofre com a falta de mão de obra qualificada.

Mesmo com cerca de 22 mil novos formandos a cada ano no Brasil, o país tem um déficit de mais de 30% de profissionais e por isso sobram vagas no mercado de trabalho. Quase 40 mil vagas não foram preenchidas no Brasil em 2011, e esse número pode subir para 117 mil até 2015.

Em Uberlândia a situação não é diferente.  Para evitar que mais profissionais abandonem esse mercado, a categoria de tecnologia da informação está ganhando um sindicato na cidade de Uberlândia, o Sinttec.

“Essa queda de mão de obra especializada existe, porque o profissional hoje está se sentido desvalorizado, desmotivado. Mas o sindicato veio para mudar essa situação, a gente vai trabalhar esses profissionais que estão insatisfeitos”, afirmou o presidente o sindicato, Leandro Camargos.

O engenheiro Leandro D’ambrósio necessita de um profissional de tecnologia da informação. Ele pretende desenvolver projetos para sua empresa com a ajuda de um profissional qualificado na área.

“Esses profissionais têm que ser bem qualificados, e valorizados pelo mercado. Trazer qualificação, treinamentos, e motivação salarial. O profissional bem valorizado produz mais para a empresa”, afirmou o engenheiro.

http://youtu.be/OsiJ8Nhijpw

3 respostas a Sindicato para profissionais da tecnologia da informação será criado em Uberlândia

  1. Clayton disse:

    Tomara que esse sindicato venha para ajudar o profissional de Uberlândia e não para defender os interesses dos patrões.

  2. jr disse:

    O único déficit que existe é o de salario, boa parte dos alunos que formam abandonam a área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *