PM prende suspeito de estupros no Pacaembu e Jardim América

Elismar Damasceno da Silva foi reconhecido por duas vítimas

Foi apresentado na manhã desta quarta-feira (6) um homem suspeito de ter praticado estupros nos bairros Pacaembu e Jardim América, em Uberlândia. Elismar Damasceno da Silva foi reconhecido por duas vítimas. Uma deles identificou inclusive as roupas que ele teria usado no dia da agressão sexual.

As vítimas conversaram com nossa reportagem sem se identificar. Uma adolescente de 16 anos disse que o homem a segurou pelo pescoço e com a outra mão a ameaçava com uma faca. “Ele falou que não era pra eu gritar e que ele não ia fazer nada comigo. E me levou pra um mato.” No terreno, segundo a jovem, Elismar a violentou e depois foi embora.

A outra vítima, uma mulher de 20 anos, foi coagida pelo suspeito que portava uma caneta e dizia que ela não gritasse, pois ‘só queria revistar a bolsa dela’.

“Sem dúvidas é ele. Eu estava de saída pro trabalho, mais ou menos umas 5h50, o ponto de ônibus é perto da minha casa, no Pacaembu. Ele chegou, me agarrou por trás pelo pescoço e ameaçou com uma caneta. Não lembro direito como consegui me soltar. Acho que tropecei e, de repente, percebi que não tinha nada me segurando, e corri.”

Em entrevista com o suspeito, ele negou as acusações de estupro. “Quem falou isso, tem que ver quem falou. Eu tava andando, indo pra casa eles me parou e falou que era pra reconhecimento.” O homem ainda disse que pediu para ir ao banheiro e, com a negativa dos policiais, saiu correndo e foi preso.

A Polícia Militar teve acesso a uma imagem de circuito de segurança residencial mostrando o momento em que a adolescente de 16 anos era segurada pelo estuprador pelo pescoço. Sobre essas imagens ele diz: “Se tem imagem, sabe que é eu e pronto, não tem nada que falar. A imagem é no Jardim América e eu moro no Pacaembu. Estupro eu nunca fiz e nunca vou fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *