Presa quadrilha de roubo de caminhonetes em Itumbiara

Herikson, um dos acusados

Herikson, um dos acusados

ITUMBIARA – Henrickson Marques Oliveira, 31 anos, Marcus Vinícius Gonçalves Marques, 25, e Cristiano Costa Barcelos, 25, foram presos e autuados em flagrante acusados de roubo qualificado, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. Os três foram abordados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 153, nas proximidades da cidade de Hidrolândia.

Desconfiados da atitude suspeita, os policiais realizaram busca na caminhonete que os infratores trafegavam sentido Itumbiara/Goiânia. Um revólver Taurus, calibre 38, foi encontrado escondido na caminhonete, bem como diversos documentos de veículos.

Cristiano, acusado de participar nos crimes

Cristiano, acusado de participar nos crimes

A PRF entrou em contato com a Polícia Civil (PC) de Itumbiara, que realizou buscas na cidade até encontrar uma caminhonete suspeita de ser produto de roubo, que havia sido deixada pelos acusados nesta cidade.

A PC constatou que a caminhonete levada a Itumbiara pelos suspeitos foi roubada. No momento da apreensão, o veículo estava com a placa alterada. Ao chegarem à cidade, conduzidos pelos policiais, os acusados reconheceram a caminhonete e afirmaram que a levaram a Itumbiara a pedido de dois cúmplices de Goiânia.

Marcus, suspeito de participação na quadrilha

Marcus, suspeito de participação na quadrilha

A vítima do roubo, residente em Goiânia, reconheceu os homens, inclusive identificando as ações de cada um deles durante o roubo.

A PC já investigava os acusados por participação em outros crimes envolvendo veículos nos estados de Goiás e Minas Gerais. No início do ano, em Itumbiara, foi instaurado um inquérito policial contra Herickson Marques Oliveira, por formação de quadrilha, roubo e receptação de caminhonetes. Marcus e Cristiano já possuem inquérito por receptação e estelionato.

Os suspeitos responderão por roubo qualificado (pena de quatro a oito anos), formação de quadrilha armada (pena de dois a seis anos) e porte ilegal de arma de fogo (pena de dois a quatro anos).
Fonte: PC Itumbiara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *