Uberlândia vence com placar centenário em cima do Libertad, na Interliga 2012

Robert Day, do Uberlândia, e Treise, do Libertad

Robert Day, do Uberlândia, e Treise, do Libertad

UBERLÂNDIA, TRIÂNGULO MINEIRO – O Uberlândia recebeu o Libertad na segunda rodada do Torneio Interligas, e proporcionou um verdadeiro show para a torcida no Sabiazinho. Com muitas enterradas e contra-ataques, os mineiros alcançaram o placar centenário, 100 a 75, e agora decidem a vaga na decisão contra o Pinheiros/SKY, nesta sexta-feira.

A dupla de norte-americanos Robert Day e Robby Collum foram os destaques da partida, com 20 e 15 pontos respectivamente para o time da casa. Do lado argentino, o também norte-americano Joshua Pittman foi o cestinha, com 15 pontos.

Uberlândia iniciou a partida com artilharia pesada para cima dos argentinos. O norte-americano Robert Day mostrou pontaria de longe e converteu três de quatro tentativas do perímetro, liderando a arrancada mineira nos minutos iniciais. Ele e o compatriota Robby Collum, combinaram para 16 dos 22 pontos do time brasileiro no primeiro quarto, contra 16 de todo o time argentino.

Uma corrida de 4 a 0 para o Libertad abriu o segundo quarto, obrigando o técnico Miguel Volcan a pedir tempo. A parada surtiu efeito e a reação argentina foi freada. A 5:20 do intervalo, Estevam recebeu passe de Day em baixo da cesta e subiu para cravar, abrindo dez de vantagem, 36 a 26.

Logo na sequência, Cipolini completou contra-ataque com mais uma enterrada e sofreu falta. Com o lance livre de bonificação, somou mais três pontos para o time mineiro. Completando a boa sequência, novamente Cipolini, que roubou a bola na defesa e arrancou para somar mais dois pontos. O Libertad pediu tempo, mas não conseguiu se recuperar e foi para o intervalo atrás, 53 a 37.

E a vantagem brasileira só aumentou no segundo tempo. Henrique Coelho e Gruber, que haviam passado em branco no primeiro tempo, brilharam. Só no terceiro quarto o armador anotou dez pontos e o ala/pivô outros sete.

Com tranqüilidade no placar, o último período serviu para o técnico Miguel Volcan rodar seu elenco em quadra. Chance para os jovens Carioca e Dida entrarem em quadra pela primeira vez em uma competição internacional de clubes.

“Ontem o Pinheiros foi muito bem contra o Libertad, mas hoje esperávamos um jogo difícil. O time deles pareceu um pouco cansado, principalmente no segundo tempo, e conseguimos nos sobressair. E hoje os pivôs foram bem, e quando eles vão bem também sobra um pouco mais de espaço para os arremessos”, comentou o armador Henrique Coelho, autor de 13 pontos na partida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *