Como dar feedbacks

É comum se ter dificuldade em dar feedbacks. A maioria das pessoas ou fala de maneira ríspida demais ou poupa o outro demais, não falando o que realmente gostaria. E, de fato, ficamos muito preocupados em magoar o outro, em criar melindres na relação. Por isso, o silêncio também passa a ser uma opção – uma péssima opção!

É como perder uma pedra preciosa escolher ficar calado quando temos a oportunidade de dar um feedback. Por temor de como o outro irá reagir, deixamos de conversar sobre o que nos incomoda, e perdemos uma oportunidade de ajudar o outro a melhorar. E, infelizmente ou felizmente, as coisas só se resolvem com uma boa e aberta conversa.

Uma poderosa dica para dar feedback positivo é dizer mais do que “Parabéns!” ou “Muito bem!”, pois essas frases não têm a mesma força do que um feedback onde você conta o motivo do elogio. Quando for elogiar, elogie e explique qual comportamento foi bom, porque é bom e como você se sente sobre o comportamento. Exemplo: “Parabéns pelo ótimo trabalho com a equipe! A maneira clara com que você delega as tarefas faz com que todos sintam-se motivados e tenham foco. Fico muito feliz por você ser um bom líder!”

Por outro lado, quando for dar um feedback corretivo, lembre-se:

– Pratique o “feedbackburger” – comece com um elogio, diga o que precisa ser melhorado e termine com outro elogio.

– Evite as palavras “nunca”, “sempre”, “eu acho” – essas palavras geram um sentimento de rotulação, de generalização. É diferente dizer “Nos dias 10, 13 e 18 você chegou atrasado” de dizer “Você SEMPRE chega atrasado”.

– Seja imparcial – evite adjetivos, julgamentos, rotulações. Ao invés de começar a frase com “Você é…”, comece com “Eu estou preocupado com o fato de…” ou “Eu estou com dificuldade para entender…”

– Seja rápido – dê o feedback imediatamente após o acontecimento que deve ser corrigido, caso contrário a outra pessoa não irá entender porque você está voltando naquele assunto.

– Fique atento ao seu estado emocional – se estiver muito nervoso e acha que vai acabar falando o que não deve, espere até os ânimos se acalmarem

– Você é o responsável por dar o feedback daquilo que você viu. Não passe a bola para outra pessoa nem seja o “pombo correio”. Evite frases como “Estão dizendo que…” – quem está dizendo? Quem viu?

Agora, mais importante do que isso tudo: converse de igual para igual com o outro. Todos nós seres humanos temos o direito de errar. E, se você conversa de coração para coração, a relação cresce e se fortalece. Mas, se você conversa se colocando como vítima ou se achando melhor do que o outro, certamente, você só estará contribuindo para construir um muro entre vocês.

Coluna RH na Web

Sobre Coluna RH na Web

JULIANA BRIDI GOBBI - Profissional com mais de 08 anos de experiência em gestão de pessoas, com amplo domínio dos subsistemas de RH. Formada em Administração pela Universidade Federal de Uberlândia. Especialista em Gestão Estratégica de Negócios pela Faculdade da Serra Gaúcha. Especialista em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas. Certificação em Life and Professional Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Analista comportamental habilitada pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Consultora Organizacional da área de RH trabalha com Programas de Integração, Programa de Desenvolvimento de Líderes, Treinamento e Desenvolvimento, Plano de Cargos e Salários, Pesquisa Salarial, Gestão do Desempenho, Gestão de Clima. Trabalha com Coaching de Carreira e de Lideranças. Realiza mapeamento de tendências comportamentais através do Coaching Assessment, ferramenta com 97% de assertividade que possibilita reconhecer pontos fortes e pontos de melhorias profissionais.

Uma resposta a Como dar feedbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *